Leonardo Sciascia

(Racalmuto, 1921 - Palermo, 1989) Nascido numa família humilde nas cercanias de Agrigento, Sciascia demosntra ser um leitor notável já no começo de sua vida escolar. Em 1935 muda-se com a família para uma cidade um pouco maior, tambem na Sicília, onde será aluno do escritor Vitaliano Brancati, que se tornará um modelo para o jovem Sciascia. Este o iniciará na leitura de autores franceses, ao passo que outro professor o iniciará nos de língua inglesa. Formado na escola, trabalha no beneficiamento agrícola e, depois, como professor. A partir de 1950 começa a publicar livros de poesia, e um ensaio sobre Pirandello, escritor siciliano natural de Agrigento. Em 1957 é transferido para Roma, na condição de professor, onde começa a publicar seus contos. Estreia no romance em 1961, já de volta à Sicília, com O dia da coruja. Na década de 1970 envolve-se com política, tendo sido eleito deputado e integrado a comissão de inquérito sobre o caso Aldo Moro. Sciascia publicou mais de 40 livros em vida.


Fora de catálogo

Rua Moacyr Piza, 63 | 01421-030 | São Paulo - SP | 11 3085-9583 | fax 11 3085-2344 | contato@berlendis.com | berlendis.vertecchia.editores